• Unidade Curitiba/PR 41 3262-2350
  • 41 99682-7873
  • Unidade Lajeado/RS 51 3729-7488
  • 51-98181-7873

Como Funciona

Consórcio é a união de pessoas físicas ou jurídicas em grupo fechado com prazo de duração e número de cotas previamente determinados, com um objetivo: formar uma poupança comum para a compra de bens, por meio de autofinanciamento.

O consorciado, também conhecido como cotista, é inserido em um grupo pela administradora e contribui com uma parcela mensal destinada a um fundo comum. As contribuições pagas ao grupo destinam-se, periodicamente, a contemplar seus integrantes com crédito que será destinado à compra do bem. Todo participante que é contemplado utiliza parte deste fundo para a aquisição do bem (respeitada sua natureza - bens móveis ou imóveis) e o fornecedor. Portanto, consórcio é a arte de poupar em grupo.

É possível a aquisição de praticamente qualquer bem, sejam móveis ou imóveis, seja ele de fabricação nacional ou estrangeira. Exemplificando, é possível comprar a sua casa na cidade ou na praia, apartamento, terreno, loja, sala comercial, sítio, chácara, etc, ou seu novo carro, moto, caminhão, lancha ou trator, bem como usar sua carta de crédito para reforma da sua casa ou construir em seu terreno. E tudo isto de forma à vista, ou seja, com grande poder de compra!

Grupo é uma sociedade de fato constituída por consorciados reunidos pela administradora para os fins estabelecidos pelo consórcio, qual seja, o da aquisição de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, com prazo de duração previamente estabelecido, cujo encerramento ocorrerá quando plenamente atendidos os seus objetivos.

A Adminstradora é quem cuida do consórcio, responsável pelos grupos, regras, lances, entre outros. A Administradora é regulamentada pelo Banco Central, o que torna o negócio seguro.

A formação desses grupos é feita por uma Administradora de Consórcios, autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil.

A Assembléia ocorre uma vez ao mês, é quando são realizados os sorteios e também os clientes podem dar seus lances.

Cota é o número de identificação de cada consorciado participante no Grupo.

Consórcio não possui juros, apenas a correção do valor da carta de crédito assim como suas parcelas. Também não possui, entrada, reforços, IOF, taxa de abertura de crédito ou qualquer outra surpresa.

Através da Taxa de Administração (que constituem neste caso a Taxa de Administração, Fundo Comum e Fundo de Reserva), a administradora ganha a longo prazo durante todo o período de andamento do grupo.

É a remuneração da administradora pela responsabilidade em organizar, assegurar e gerir o grupo até seu encerramento. Esta taxa é explicitada no contrato de participação. A taxa de administração não se confunde com os juros cobrados nas modalidades de financiamento e a administradora é livre para fixar seu percentual.

No consórcio de Imóveis é pelo INCC (Indíce Nacional de Custo da Construção), este índice segue apenas as tendências da inflação, impossibilitando assim que você perca com a desvalorização do seu dinheiro conforme o andamento das assembléias. Este ajuste se dá anualmente na data de aniversário do seu grupo.

No caso do consórcio de bens móveis como por exemplo carros e motos, é usado geralmente o FIPE da mesma forma, sempre que houver ajuste da tabela das montadoras.

Ou seja, a parcela é corrigida mas o valor de sua carta também.

O Fundo de Reserva é a garantia da saúde financeira do Grupo (sendo que nem todos os grupos o possuem). É um percentual pago na parcela e que irá servir para cobertura de eventual insuficiência de receita às assembleias de contemplação; para uma reserva financeira caso ocorra um nível de inadimplência no Grupo; para cobertura da devolução aos desistentes; para pagamento de débito do consorciado inadimplente, após esgotados todos os meios de cobrança. Cabe ressaltar também que a existência de eventual saldo do Fundo de Reserva, ao término das operações do Grupo é dividido entre todos os participantes, na proporção de sua contribuição.

É muito simples, basta escolher o crédito desejado e formalizar a proposta de adesão com a nossa Corretora.

Na hora de contratar, não precisa apresentar nenhum documento. Basta informar dados como: nome, CPF, RG, endereço, e outras informações complementares.

Não, porém, como via de regra, ao ser contemplado serão exigidos tais documentos, conforme regras explícitas no contrato, ou seja, para adquirir uma cota não é necessário.

Não deixe de nos contatar para esclarecer suas dúvidas.

Sim, porém é importante frisar que, ao ser contemplado seu nome terá que estar livre, totalmente sem restrições para que seja liberado o crédito da carta contemplada.

Caso contrario é solicitado um fiador.

Sim, neste caso peça ajuda ao seu consultor, ele encontrará um grupo conforme a sua necessidade.

Grupos novos são grupos recém formados ou em formação. A vantagem de entrar um um grupo novo é o prazo que geralmente é maior, desta forma, deixando a parcela menor.

Grupos em andamento são grupos mais antigos, que rodaram alguns meses. Muitos clientes procuram estes grupos pelo prazo, que é menor. Outro ponto importante é o lance, isto porque os grupos mais antigos tendem a ter um percentual de lance bem menor que os grupos novos. ( consulte seu consultor para saber se há vagas disponíveis no grupo).

Mensalmente as administradoras fazem suas assembléias com data e hora préviamente marcadas, podendo inclusive ser possível a sua participação presencial. Nestas assembléias são feitos os sorteios e a administração dos lances. Os lances podem ser variáveis (dependem da formação do grupo), e dependem de como o grupo foi formatado.

Em alguns grupos, conforme saldo disponível, é possível que seja contemplado um por sorteio e até mais 5 cartas de crédito por lances diversos, conforme regras que constarão no contrato da administradora escolhida.

Lance é um valor ofertado pelo cliente com o intuito de antecipar a sua contemplação. A contemplação por lance somente pode ocorrer depois de efetuadas as contemplações por sorteio ou se essa não for realizada por insuficiência de recursos. Todos os consorciados em dia com a parcela mensal podem efetuar lances, de acordo com as características do grupo ao qual participam. Os critérios para oferta e desempate de lances serão definidos em contrato. Portanto, verifique no contrato que você assinou as condições para participar do sistema de lance.

Os lances estão divididos nas modalidades Livre, Limitado, Embutido, Retido, Fixo e Fidelidade. E ainda dependendo do caso, pode diluir o lance.

No Lance Livre o consorciado oferta a antecipação de quantas parcelas quiser. O maior lance é o vencedor.

No lance Limitado está disponível a partir de determinado período, em que são permitidos lances com um limite específico de parcelas. A cota contemplada será a que ofertar a maior quantidade de parcelas dentro do limite.

Lance embutido, que é a oferta de recursos mediante utilização de parte do valor do crédito previsto para distribuição na respectiva assembléia, conforme regras de cada administradora em contrato.

Ex.: Carta de crédito de R$ 300.000,00 = Lance embutido de 30%, neste caso você estaria usando R$ 90.000,00 da própria carta para usar como lance no momento da sua assembléia.

Há ocasiões em que são admitidos lances fixos, ou seja, nessa modalidade concorrem apenas lances correspondentes aos valores pré-definidos pelo Grupo.

O Lance Fidelidade é uma variação do lance fixo, mas no qual participam apenas os consorciados que não atrasaram as parcelas dos últimos 6 meses. *Em caso de empate, o vencedor é definido por sorteio da Loteria Federal.

Lance Retido é a modalidade na qual você utiliza seu carro como valor para lance.

Lance Diluído: ao invés de antecipar as parcelas, no lance diluído, o valor é utilizado para reduzir o valor mensal de cada parcela.

O uso do Fundo de Garantia Social (FGTS) é permitido para o consórcio de imóveis residenciais. Pode ser utilizado como lance ou para amortizar os valores das parcelas, mas precisa estar de acordo com as regras estabelecidas pelo Conselho Curador da Caixa Econômica Federal.

No consórcio de carros e caminhões, de acordo com as regras da administradora, há a possibilidade de utilizar seu carro usado como lance.

Sim, a qualquer momento, antes e depois da contemplação.

A Carta de Crédito é o valor do Consórcio adquirido, com essa carta em mãos o cotista poderá adquirir o bem desejado em qualquer estabelecimento do país.

Se previsto no contrato, o consorciado estará sujeito ao pagamento de prêmios de seguro. Como exemplo, podemos citar o seguro de vida.

O Seguro de Vida tem como objetivo a cobertura do saldo devedor da cota do Grupo de consórcio por morte natural, morte acidental e invalidez permanente por acidente do consorciado. A cobertura do plano de Seguro de Vida a partir dos 65 anos será apenas por morte acidental. Em caso de sinistro, a indenização paga pela Seguradora será aplicada na quitação da dívida existente e o saldo remanescente repassado aos beneficiários ou aos herdeiros legais.